sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Entre a pergunta e a Resposta

A pergunta certa é geralmente mais importante (ou útil) que a resposta certa à pergunta errada.

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018


Nativa ou não, Americana ou não, musical ou não, esta imagem ajusta-se que nem uma luva ao imaginário romantico do FarOeste ...


Será o Nacionalismo isto, apenas? Que também é isto, sabemos, mas talvez seja bem mais do que isto ...!



Publicado por alguém, quiçá com o patético objectivo de nos esclarecer, de vês, relativamente ao que se tem vindo a passar pelo rectângulo denominado de Portugal.

Uma manifestação grandiosa de Hefesto ou de Vulcanus!
Talves não no Olimpo mas algures pelas Américas ...


Fala-se muito em aquecimento global mas, por aqui, o que há é frio global.
Falar de barriga cheia não custa ...

Foz da Égua - algures nas fraldas da Serra da Estrela e pouco acima (NW) do Fundão.
O tempo parou por aqui.
Sobre este local é escusado os historiadores inventarem ou fantasiarem; as pegadas de boa parte das vidas que por aqui passaram ainda estão quentes ...


Nunca, até hoje, vi uma fisionomia  ou expressão facial tão exótica!
Espero que seja um feliz acaso de mistura étnica e não o resultado de mais outra experiência "transgênica".

Guarda Nocturno ... algures por paisagens geladas ...

Restos de alguns instrumentos do Mundo Rural Açoriano.
Esta Terra, que já foi quase "Incógnita", já só consome produtos certificados pela Norma ISO 9000124587 e aceites pela União Europeia.
É verdade; é mais fácil comprar a grandes estrangeiros com dinheiro oferecido a título de "subsídios". Todavia, uma geração depois, está-se dependente e já não se sabe como evitar essa dependência. Será que as conquistas das democracias foram apenas isto: desarticulação da produção "independente"?



Caranguejo Fidalgo! 

Desconhecem-se as origens aristocráticas deste crustáceo. Todavia foi ele durante séculos parte integrante das delícias gastronómicas do mundo insular Atlântico. Presentemente anda incompatibilizado com a salvadora do Mundo, a ASAE, e desapareceu dos roteiros domésticos e turísticos.







Experiências extremas marcam!
Será que essas marcas são os únicos sinais de que estamos vivos e que por aqui passamos?

Pois é, nos dias que correm a companhia tende a resumir-se, ridiculamente, ao smartphone ...

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Não tinham Certificado de Qualidade nem se conformavam com nenhuma Directiva Europeia.
Mas serviam melhor do que aqueles que agora cumprem essas directrizes, uma vez que atendiam às necessidades dos utilizadores e às dos fabricantes locais.

Entre perspectivas de caos e de perfeição haverá algo de permeio?

Vale sempre a pena alternar, quando uma determinada direcção não dá certo. Todavia entre peixes desta especie "venha o diabo e os escolha". Nesta "poça" dificilmente se obterá algo de diferente.

Por falar em fotografos geniais, esta foto do Faial e Pico é o produto de génio.
Não sabemos de quem foi mas suspeitamos que tenha sido de quem a publicou no FB: Francisco Ferreira.


Sei que estes cavacos já são raros; mesmo raríssimos. Mesmo assim tenho sempre receio que me caiba algum mal escolhido!

- O meu aplauso para o fotógrafo "Faialense".
Não sei se é uma mão a apontar para o céu - ou um dedo em gesto obsceno. Os Americanos ou Mexicanos lá sabem!

Há dias e dias. Em alguns o dia é dos carros, noutros é dos camelos. Ou ao contrário.


A polivalencia é um trunfo - mas há polivalencia que se transforma em inutilidade!





Aposto que as Dunas a que o GNR Rui Reininho se refere na sua canção não são estas!





Existem questões importantes na vida e a possibilidade de trânsito para a eternidade é uma delas.
Todavia parece que ninguém tem pressa em esclarecer semelhantes questões ou dúvidas.

Talvez seja um paraíso Invernal, algures pelas bandas dos Alpes
 























Aplaude-se o fotografo, apesar de não se imaginar quem seja.